top of page

Senado da Argentina aprova pacote de reformas de Milei após confrontos




O Senado da Argentina aprovou o texto-base do pacote de reformas de Milei após um longo debate. A presidente do Senado foi crucial para o desempate e a aprovação do projeto. Os senadores continuaram a votação dos artigos da lei, que foram objeto de intensas negociações, durante a madrugada desta quinta-feira (13). A votação foi marcada por graves incidentes entre manifestantes e policiais em frente ao Congresso. Carros foram incendiados e várias pessoas ficaram feridas. Cinco deputados da oposição expostos a gás lacrimogêneo foram levados a hospitais. A Lei de Bases inclui incentivos a grandes investimentos, reforma trabalhista, privatizações e delegação de poderes legislativos ao presidente. O governo aceitou retirar algumas empresas da lista de privatizações, como a Aerolíneas Argentinas e o Correio Argentino. Houve também concessões em relação aos royalties da mineração e ao imposto salarial dos trabalhadores na região da Patagônia.

Milei, que não tinha aprovado nenhum projeto no Congresso até então, enfrentou resistência de organizações sociais, partidos de esquerda, aposentados, professores e sindicatos. Os distúrbios começaram quando os manifestantes tentaram passar pelas barricadas montadas pela polícia e foram reprimidos com violência. Os confrontos resultaram em carros incendiados e feridos, tanto entre os manifestantes quanto entre os policiais.

Commentaires


bottom of page