top of page

Secretário de Haddad propõe no G20 discussão sobre tributação de heranças e de grandes empresas




O secretário de política econômica do ministério da Fazenda, Guilherme Mello, disse nesta quarta-feira, 28, que a tributação sobre grandes heranças e sobre o lucro de grandes empresas estará presente na pasta nas próximas reuniões do G20. “O Haddad já mencionou mais de uma vez sua preocupação sobre essa temática e trouxe o que entendemos ser uma das possíveis propostas, que diz respeito à tributação sobre grandes heranças”, disse o secretário aos jornalistas. “Aqui no Brasil aprovamos, recentemente, a tributação de fundos fechados e de fundos offshore, o que já é uma forma de combater esse tipo de planejamento tributário por parte dos super-ricos que iam passando seu estoque de riqueza de geração para geração, sem nunca pagar tributos sobre essa transmissão”, continuou. Segundo Mello

Mello exaltou nesta quarta-feira que, pela primeira vez, o tema da desigualdade foi trazido para o centro do debate da reunião do G20 que está sendo realizada em São Paulo, entre esta quarta-feira, 28, e quinta-feira, 29. “O tema da desigualdade foi colocado como tema central”, disse Melo a jornalistas após participação nas plenárias. Outros temas tratados nas primeiras conversas dos ministros das finanças foi a tributação internacional mais justa, ponto defendido pelo governo brasileiro.

Na quinta-feira, 29, uma plenária vai discutir este tópico. Ela terá entre os participantes o economista francês Thomas Piketty, especializado em discussões sobre desigualdade. “Estamos trazendo especialistas internacionais para apresentar sua visão sobre o tema”, disse Mello. Fernando Haddad, ministro da Fazenda, tem participado do evento por vídeos, pois está com Covid-19, defende uma tributação mínima das pessoas físicas na economia mundial, para alcançar os super ricos, e vai apresentar esta proposta aos demais países do grupo.

Mello disse que a presidência brasileira trouxe a discussão da necessidade de aprimorar a mensuração da desigualdade e incorporar no debate do desenvolvimento econômica. Outro tema foi a necessidade de enfrentar as mudanças climáticas. o tema da desigualdade foi trazido para o centro do debate. “O tema da desigualdade foi colocado como tema central”, disse Melo a jornalistas após participação nas plenárias.

Comments


bottom of page