top of page

Responsável por camarote na Sapucaí é presa por preparar e armazenar alimentos no banheiro




O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) prendeu em flagrante a responsável pelo camarote Lounge Sapucaí, localizado no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, por armazenamento impróprio de alimentos. O episódio aconteceu na noite do domingo, 11, e também resultou na prisão de um segundo funcionário da empresa. Segundo a promotora de Justiça Rosemery Duarte Viana, os alimentos servidos aos convidados estavam sendo preparados no sanitário masculino do setor 12, junto a objetos como meias e mochilas, e o local não tinha refrigerador. “Todos os cerca de 500 quilos de alimentos encontrados no sanitário e no camarote foram descartados pela equipe de fiscalização”, disse o órgão, que realizou a vistoria ao lado de agentes do Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária da Prefeitura do Rio (Ivisa-Rio) e da Polícia Civil.

Também durante a fiscalização, foram vistoriados os camarotes Alegria, Experience, Lounge Carioca e Favela. “No camarote Alegria, alguns alimentos estavam acondicionados com refrigeração inadequada, tendo a situação sido solucionada. Os camarotes Experience e Lounge Carioca eram atendidos pela mesma cozinha, onde algumas inadequações foram ajustadas pelos responsáveis. O camarote Favela foi multado pela Fiscalização Sanitária por irregularidades no preparo e no acondicionamento dos alimentos”, completou o ministério público estadual. Em seu perfil no X (antigo Twitter), a Rio Carnaval confirmou que o espaço não tinha autorização da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) para instalar uma cozinha.

bottom of page