top of page

Presidente do Atlético-GO, Adson Batista comenta sobre paralisação do Brasileirão: “uma catástrofe…”




O Rio Grande do Sul vem passando talvez o seu pior momento em toda sua história. O estado sulista está encarando alagamento descontrolado, que acabou ceifando vidas, moradias e sonhos. Porto Alegre e sua região metropolitana estão abaixo d’água, sem previsão de melhoria.

No âmbito futebol, Internacional, Grêmio e Juventude não estão jogando, uma vez que a situação está inviável para grandes eventos, ou até mesmo locomoção pela cidade. Até o momento, a CBF está adiando os jogos dos clubes do sul do país, e pretendem continuar a fazer o mesmo movimento.

O presidente Adson Batista, do Atlético-GO, um dos únicos clubes contra a paralisação dos campeonatos nacionais, deu sua opinião sobre uma possível pausa, devido ao estado lastimável que se encontra o Rio Grande do Sul.

Acho que é uma catástrofe, algo muito sério. Então, a CBF deveria disponibilizar a Granja Comary para Grêmio e Inter. O Juventude não está tendo problema, então tem treinado. É uma catástrofe, mas penso que, em cima de um problema, não podemos criar outro. Para depois ter jogo em cima do outro igual na época da COVID. Tem soluções para continuar ajudando a resolver o problema com o campeonato em andamento.

Hozzászólások


bottom of page