top of page

Número de mortos por incêndios florestais no Havaí sobe para 55


O número de mortos por incêndios florestais que devastaram uma cidade no Havaí subiu para 55. O dado foi atualizado nesta quinta-feira, 10, por autoridades locais. O governador do Estado, Josh Green, já havia alertado anteriormente que o número de vítimas, até então em 36, poderia aumentar “significativamente”. As equipes de resgate lutam para conter as chamas e proteger os afetados. Autoridades do Condado de Maui informaram na noite de quinta (04h desta sexta-feira em Brasília) que o balanço de mortos subiu para 55, enquanto os bombeiros continuavam apagando o fogo na localidade que, no inicio do século XIX, foi a capital do reino havaiano. Os incêndios consumiram mais de 800 hectares de terra em duas ilhas do arquipélago norte-americano e forçaram a evacuação de milhares de pessoas, algumas das quais tiveram que pular na água para se proteger das chamas. Os incêndios começaram na madrugada de terça-feira e a rápida propagação colocou em risco casas, empresas e serviços públicos, assim como mais de 35 mil pessoas na ilha de Maui, conforme comunicado pela Agência de Gerenciamento de Emergências do Havaí. O fogo devastou a cidade de Lahaina, na costa oeste de Maui. “Grande parte de Lahaina em Maui foi destruída e centenas de famílias locais foram deslocadas”, alertou Green, destacando que 80% da cidade havia sido engolida pelas chamas. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram as chamas consumindo a cidade turística, densas colunas de fumaça tingindo o céu de preto e vários barcos atracados em Lahaina também em chamas. Pelo menos 100 moradores da região pularam na água para escapar do fogo, disse a comandante da Guarda Costeira Aja Kirksey, que destacou que cerca de 50 pessoas precisaram ser resgatadas do mar. Além disso, também foram declarados incêndios na Ilha Grande do Havaí, mas as autoridades informaram que estavam sob controle nesta quinta-feira.


*Com informações da AFP.

bottom of page