top of page

Moraes faz sinal de “degola” no TSE e bolsonaristas questionam

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Alexandre de Moraes, fez um sinal que foi associado a “degola” por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante a sessão da Corte de 3ª feira (27.set.2022). Conforme apurou o Poder360, o gesto não teve relação com o julgamento e teria sido uma “brincadeira” com um assessor. Ao passar a palavra para a ministra Maria Claudia Bucchianeri, Moraes olha para frente, passa o dedo indicador pela garganta e faz uma careta com a boca.


Os ministros julgavam um caso sobre Bolsonaro. Apoiadores do chefe do Executivo questionaram o gesto nas redes sociais e em grupos de WhatsApp. O julgamento em questão acabou de forma contrária a Bolsonaro, por placar apertado: 4 a 3. O TSE decidiu manter a proibição do presidente em fazer lives de cunho eleitoral nos palácios do Planalto e da Alvorada. Votaram para manter a proibição o corregedor-geral eleitoral Benedito Gonçalves e os ministros Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Alexandre de Moraes. Os ministros Raul Araújo, Carlos Horbach e Maria Claudia Buccianeri divergiram, e entenderam que não faz diferença o local em que as lives são feitas. A deputada Carla Zambelli (PL) divulgou o vídeo em seu perfil no Twitter. A congressista escreveu no post que Moraes fez o final depois do voto do ministro Carlos Horbach, favorável a Bolsonaro no processo. “Na semana das eleições isso muito nos preocupa!”, disse ela.


Um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) postou o vídeo com a pergunta: “O que será que o Ministro Alexandre de Moraes quis dizer com esse gesto?”...


Questionado sobre o caso, o TSE disse que não iria se manifestar.







Kommentare


bottom of page