top of page

Meloni diz que direita vai governar para unir Itália

A líder do partido Irmãos de Itália (FdI), Giorgia Meloni, disse que a coalizão de direita, que venceu as eleições gerais italianas deste domingo (26), vai governar para unir o país. Esta foi a primeira declaração pública de Meloni depois que sua legenda, uma das três que formam a coalizão direitista, foi a mais votada no pleito.

Com isso, ela deve se tornar a primeira mulher a governar a Itália.


Em discurso em um hotel nos arredores de Roma no início da madrugada de segunda-feira, Meloni evitou tons triunfalistas e garantiu que a coalizão também composta pela Liga, de Matteo Salvini, e o Força Itália, de Silvio Berlusconi, governará “para que os italianos possam se orgulhar de serem italianos”.


De acordo com os resultados parciais, o FdI foi o partido mais votado, com cerca de 26%, e a coalizão obteve 43%, contra 26% do bloco progressista liderado pelo Partido Democrata (PD).


– Os italianos deram uma indicação clara a partir das urnas, e a indicação é para um governo de centro-direita sob a orientação do Irmãos de Itália – disse Meloni.


Ela também afirmou que é “hora de os italianos terem novamente um governo que saia de uma indicação nas urnas”.


Meloni lamentou que a campanha eleitoral tenha sido “agressiva e violenta” e ressaltou que “a Itália e a União Europeia precisam da contribuição de todos para a complexa situação em que nos encontramos”.


Ela também se mostrou descontente com a taxa de abstenção no pleito (36%) e declarou como objetivo “reconstruir a relação entre o Estado e os cidadãos”.

Comments


bottom of page