top of page

Justiça suspende lei para privatização da Sabesp em Guarulhos




O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou nesta segunda-feira (24) a suspensão da lei que permite a privatização da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) em Guarulhos. A decisão foi tomada após um pedido do PCdoB, que alegou que a lei foi aprovada de forma conturbada e acelerada, sem a devida participação popular e sem a apresentação de um laudo técnico e de impactos financeiros. A cidade de Guarulhos é a segunda maior do estado e um dos maiores mercados da Sabesp, o que pode causar apreensão entre os investidores. A decisão judicial não impacta diretamente a oferta de ações da Sabesp, que está em andamento.

O governador Tarcísio de Freitas está em uma viagem internacional para apresentar a privatização a investidores em potencial. A viagem começou em Nova York e inclui paradas em Boston, Portugal, Suíça, Reino Unido, São Paulo e por fim, Rio de Janeiro. A expectativa é que as ofertas estejam prontas até 22 de julho. O Governo do Estado de São Paulo detém 50% das ações da Sabesp e planeja vender parte delas, mantendo apenas 15%. Uma fatia de 15% será destinada a um parceiro estratégico, enquanto os outros 18% serão vendidos. A suspensão da lei em Guarulhos pode assustar investidores, mas não impede que as ações continuem sendo ofertadas.

Kommentarer


bottom of page