top of page

Justiça atende pedido e filho caçula de Zagallo herda maior parte da herança




A Justiça do Rio de Janeiro determinou Mário Cesar, filho mais novo Mário Jorge Lobo Zagallo, como inventariante e herdeiro da maior parte da fortuna do ex-jogador, que faleceu em 5 de janeiro deste ano. O pedido atendeu ao desejo do Velho Lobo deixado em seu próprio testamento antes dele morrer. Segundo Zagallo, ele estava decepcionado com seus outros três filhos, Paulo Jorge, Maria Emília e Maria Cristina, e, portanto, Mário Cesar deveria ser o seu inventariante. Os filhos, no entanto, ficaram insatisfeitos com a decisão e questionam a divisão dos bens, tendo em vista que cada um deve receber 12,5%, enquanto o caçula ficará com o total de 62,5%. A herança de Zagallo é estimada em R$ 15 milhões. A decisão partiu da 1ª Vara da Família da Regional da Barra da Tijuca.

O desentendimento entre Zagallo e seus três filhos teria ocorrido após a abertura de um processo para anular o inventário da esposa de Zagallo, Alcina de Castro Zagallo, que faleceu em 2012. Paulo Jorge, Maria Emília e Maria Cristina concordaram em deixar o pai como administrador dos bens e abriram mão da herança, contudo, quatro anos após a morte de Alcina, eles mudaram de ideia e acusaram o pai de omitir a existência de um testamento. A anulação foi recusada. Os três filhos acusam o caçula de restringir o acesso deles ao pai. Em nota divulgada nesta sexta-feira, 23, eles afirmam que não existe “qualquer briga por herança” e que “o processo de inventário (…) encontra-se em fase inicial, tendo apenas sido deferida a inventariança a Mário Cesar”

Commenti


bottom of page