top of page

Jovem ganha R$ 1 bilhão após ter pai reconhecido pela Justiça

Um acordo judicial que se estendeu por anos na Justiça de Santa Catarina garantiu que o jovem Lucas Demathe da Silva, de 28 anos, herde cerca de R$ 1 bilhão como herança após ser reconhecido como filho de Eggon da Silva, um dos empresários mais ricos do estado. O bilionário morreu em 2015, aos 85 anos.


O acordo foi revelado pelo jornalista Lauro Jardim, colunista do jornal "O Globo". De acordo com ele, desde a morte de Eggon, que foi um dos três fundadores da Weg, - um dos maiores fabricantes de motores elétricos do mundo -, seu inventário não havia sido concluído por causa da disputa que envolvia a herança dele, que tem outros cinco filhos com a esposa, além do filho fora do casamento.


Lucas havia entrado com ação para reconhecimento dos direitos, dando início ao processo. Ele deverá receber o valor devido em parcelas.


Quem foi empresário

Segundo informações da Weg, nascido em 17 de outubro de 1929, no que é hoje o município de Schröeder, norte de Santa Catarina, Eggon João da Silva começou a trabalhar cedo, aos 13 anos, em um cartório de Jaraguá do Sul.


Em 1957, depois de 14 anos no principal banco do Estado, torna-se sócio da João Wiest & Cia. Ltda., uma firma especializada na produção de canos de escape para veículos, então com 8 funcionários. Quatro anos depois, Eggon deixa a empresa, que já contava com 150 funcionários, para enfrentar o maior desafio de sua carreira.


Em setembro de 1961, juntamente com Werner Ricardo Voigt e Geraldo Werninghaus, funda a WEG, que na época produzia apenas motores elétricos. Até 1989, Eggon exerceu o cargo de Diretor Presidente da empresa, levando-a a figurar entre as maiores do setor, com participação destacada no mercado nacional e internacional.


De 1989 a 2004, foi presidente do Conselho de Administração da WEG.Mas a trajetória de Eggon João da Silva não está ligada apenas à WEG. O empresário fez parte dos conselhos de quatro grandes empresas - Oxford, Tigre, Marisol, e Perdigão, tendo nesta última, inclusive, exercido a função de diretor presidente entre 1994 e 95, momento em que cumpriu uma dura missão de recuperação financeira da empresa.


Sua frase mais famosa ficou como um ensinamento às gerações futuras: “Quando faltam máquinas, você as pode comprar; se não tiver dinheiro, pode pegar emprestado; mas homens você não pode comprar ou pedir emprestado, e homens motivados são a base do êxito”.

Comments


bottom of page