top of page

Irã inicia fiscalização com câmeras para identificar mulheres que não usam véu

A polícia do Irã iniciou neste sábado, 15, seu plano para identificar e aplicar sanções às mulheres que não cumprirem o código de vestimenta imposto na República Islâmica no país. Entre as medidas, destaca-se a instalação de câmeras em lugares públicos para a fiscalização das “infratoras”. Em comunicado, a polícia disse que “serão aplicadas ações cuidadosamente planejadas nas vias públicas, veículos e lugares onde [as mulheres], às vezes, removem o hijab (véu)”. “A tecnologia será utilizada para a identificação inteligente das pessoas que infringirem a lei”, disse o órgão de segurança. “Segundo as leis em vigor, o ato de remover o hijab é considerado crime”, declarou o chefe de segurança da polícia, Hassan Mofakhmi. “As pessoas que infringem a lei são responsáveis por seus atos e devem ser responsabilizadas por seu comportamento”, reforçou. Mofakhmi afirmou ainda que serão enviadas advertências para as empresas, cujas funcionárias retirarem o véu no local de trabalho, e que, em caso de reincidência, o negócio poderá ser encerrado.

Commentaires


bottom of page