top of page

Inmet emite alerta de chuvas intensas em diversas regiões do Brasil




O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um novo alerta de chuvas intensas para diversas regiões do Brasil. O alerta abrange áreas do Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste e terá início nesta sexta-feira, 5, com duração de 24 horas. Na região Nordeste, o alerta laranja de perigo inclui Extremo Sul, Sudoeste, Oeste e Vale do São Francisco na Bahia, além de grande parte do Tocantins. As chuvas podem variar de 30 a 60 mm/h ou de 50 a 100 mm/dia, acompanhadas de ventos intensos entre 60 e 100 km/h.

O Inmet já havia informado, há uma semana, que alguns dos principais sistemas meteorológicos típicos de verão poderiam influenciar a ocorrência de pancadas de chuvas no Nordeste. Entre esses sistemas estão a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), o cavado do Nordeste/Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e a formação de uma provável Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). Esses fatores, combinados, podem resultar em chuvas intensas e rajadas de vento.

Segundo o Inmet, até o dia 8 de janeiro, a ZCIT estará posicionada mais ao sul da climatologia, o que favorecerá os volumes de chuva na porção mais norte da região nordeste, incluindo o semiárido. Essa mudança na posição da ZCIT pode resultar em mais chuvas e tempestades na região.

Nos últimos dias, algumas cidades do Nordeste já registraram altos volumes de chuva. No município de Barra, na Bahia, foram registrados 130,2 mm de chuva em 24 horas, o maior volume do Brasil. Cidades como Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, também na Bahia, tiveram precipitações de 50,2 mm e 31,6 mm, respectivamente, no primeiro dia do ano. A cidade de Luis Eduardo Magalhães (LEM), também na Bahia, sofreu com alagamentos devido às chuvas no início do ano. O bairro Mimoso foi o mais afetado, registrando 150 milímetros de chuva entre às 19h e 22h de segunda-feira (1º). Segundo o Inmet, no total, entre os dias 2 e 4 de janeiro, foram registrados 61,6 milímetros de chuva no município.

bottom of page