top of page

Hospital de SP se recusa a colocar DIU em paciente e alega questões religiosas




O Hospital São Camilo, em São Paulo, recusou-se a realizar o procedimento de inserção do DIU (dispositivo intrauterino) devido aos valores religiosos da instituição. A comunicadora Leonor Macedo foi informada disso durante uma conversa com a médica no hospital. “Vocês acham que é fácil ser mulher? Ontem fui a uma consulta no Hospital São Camilo e à médica me informou que não pode colocar o DIU em mulheres porque isso vai contra os valores religiosos da instituição.”, escreveu a mulher nas redes sociais. Pouco depois, a publicação viralizou e revoltou os usuários que cobraram um posicionamento do hospital. Em resposta, a instituição confirmou que, de fato, por diretriz institucional, não realiza procedimentos contraceptivos tanto em homens quanto em mulheres. “É de nosso interesse prestar as informações necessárias. Por diretriz institucional de uma instituição católica, não há a realização de procedimentos contraceptivos, seja em homens e mulheres.”, escreveram. “Quando é assim, orientamos que a pessoa busque a rede referenciada do seu plano de saúde que tenha esse procedimento contemplado. Permanecemos à disposição.”, acrescentou. O Hospital São Camilo é uma instituição confessional católica e, por isso, tem como diretriz não realizar procedimentos contraceptivos.

bottom of page