top of page

Hamilton recorda derrota e desilusão no GP de Abu Dhabi de 2021: "Foi de destruir a alma"

Lewis Hamilton garantiu que pretende seguir na Mercedes por alguns anos. Com contrato até o fim de 2023, o heptacampeão mundial voltou a falar sobre a controversa decisão da temporada 2021 da Fórmula 1, quando acabou superado por Max Verstappen na última volta do GP de Abu Dhabi e viu o título escapar.


Em conversa com jornalistas ingleses durante o fim de semana do GP dos Estados Unidos, Hamilton assegurou que não perdeu a paixão pelo esporte e que a desilusão gerada pela derrota foi apenas pela forma com que aconteceu. Na ocasião, o diretor de prova Michael Masi autorizou uma relargada na última volta da corrida sem que todos os pilotos retardatários pudessem descontar suas voltas, selecionando apenas os que estavam entre Lewis e Max. Com o confronto criado, o holandês conseguiu a ultrapassagem e levantou o título.


"Parece que foi anos atrás. Foi algo de destruir a alma. Será que eu realmente não voltaria? Não sou de desistir assim. O que realmente machucou foi acreditar que o esporte faria algo assim, que isso aconteceria, já que existem tantas pessoas em quem você confia", comentou Lewis, que, após a decisão, se ausentou das redes sociais por quase dois meses, levantando dúvidas sobre sua sequência na Fórmula 1.


Uma vez mais, o multicampeão reiterou a frustração com as ações tomadas durante a corrida. "Você espera que o trabalho seja feito corretamente, e o encerramento de um Campeonato Mundial, em que muitas pessoas trabalharam tão duro para, vem de uma decisão errada de alguém. Foi a única coisa. Não foi minha falta de amor pelo meu trabalho, meu time, ou as corridas. Foi literalmente isso. Você não pode perder um campeonato por um erro de uma organização, foi a única coisa em que pensei", completou.


A polêmica acabou custando o emprego de Masi, que foi removido como diretor de provas da Fórmula 1. Quase um ano após o incidente, Hamilton não acredita que o australiano agiu de má fé, mas que pode ter sido maleável na situação.


"Eu não sei, parece que faz tanto tempo. Acho que foi apenas erro na tomada de decisão. Tenho certeza que há ego envolvido, e algumas outras partes, gente falando na orelha dele. Não sinto que fui um alvo particular", concluiu.


O GP da Cidade do México 2022 de Fórmula 1 acontece entre 28 e 30 de outubro no Autódromo Hermanos Rodriguez, com cobertura AO VIVO e em TEMPO REAL do GRANDE PRÊMIO.

bottom of page