top of page

F1: Segundo informações, a Audi estaria interessada em ter Schumacher na equipe

O piloto alemão da Haas, Mick Schumacher, ainda não tem vaga garantida na Fórmula 1 em 2023. Porém, agora surgiram rumores que a Audi e a Mercedes estariam interessadas no jovem piloto, mas provavelmente, isso não seria para o próximo ano.


A Audi anunciou durante o fim de semana anterior ao GP da Bélgica, que vai entrar na F1 como fornecedora de motores a partir de 2026. O acordo com a Sauber ainda não foi oficializado, mas a Alfa Romeo já anunciou que não será mais patrocinadora principal da Sauber depois de 2023. Isso abre caminho para a Audi. De acordo com informações do F1 Insider, a Audi anunciará antes do GP de Singapura que vai adquirir 75% da equipe Sauber.


Essa aquisição da Sauber, também significa que a Audi quer influenciar sobre os futuros pilotos da equipe. O chefe da Audi, Markus Duesmann, já confirmou que há uma preferência por um compatriota alemão. O F1-Insider afirmou que a Audi não quer qualquer piloto alemão, mas que está interessada especificamente em Schumacher. A marca preferiria colocar o piloto da Haas no carro da Sauber (ainda Alfa Romeo) já no próximo ano, mas a Audi não quer quebrar os contratos válidos de Valtteri Bottas e Guanyu Zhou. O contrato do piloto chinês ainda não foi renovado, mas Zhou teria impressionado a equipe.


Portanto, parece não haver lugar para Schumacher na equipe em 2023, então ele terá que convencer a Haas e o chefe da equipe, Guenther Steiner, para permanecer na equipe por mais um ano. Um ano sabático não parece ser uma opção para o alemão. A Alpine parece estar de olho em Pierre Gasly, então há poucas chances de Schumacher se juntar a eles. O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse em Zandvoort que a equipe está observando Schumacher, mas com Lewis Hamilton e George Russell não há lugar para o alemão, pelo menos no próximo ano.


Seria uma solução interessante para Schumacher, mas de qualquer maneira ainda continua a ser um problema para ele, onde vai correr em 2023. Ficar um ano fora da Fórmula 1 não seria muito bom negócio, considerando sua pouca experiência na categoria.

Comments


bottom of page