top of page

F1: Promotor do GP da Arábia Saudita diz que não quer calar Hamilton: “Respeitamos suas opiniões”

O promotor do GP da Arábia Saudita não quer calar Lewis Hamilton de se pronunciar durante a etapa da Fórmula 1. Segundo o Príncipe Khalid Bin Sultan Al Abdullah Al-Faisal, da Companhia de Automobilismo Saudita, o único pedido é que respeitem a cultura do país.


Durante as entrevistas realizadas na quinta-feira, o sete vezes campeão revelou que não se sentia confortável em correr na região. O país é bastante conservador e ainda peca imensamente no quesito de direitos humanos.


O britânico da Mercedes é um dos pilotos, se não o único, mais engajados em trazer luz a assuntos importantes como racismo, inclusão e pautas LGBTQIA+. Portanto, o promotor da Arábia Saudita não quer barrar o competidor, apenas pede que respeite a cultura local.


“Sim, estou feliz. Queremos que todos se manifestem, não temos nada contra a opinião de ninguém. Como respeitamos suas opiniões, também pedimos que respeitem nossa cultura”, disse o dirigente.


“Não estamos tentando forçar ou parar Hamilton de dizer o que quer ou vestir o que desejar. Se acha que isso é algo certo, e quer falar sobre isso, é seu direito e respeitamos isso”, continuou.


“Da mesma maneira, temos uma cultura, tradições e leis aqui na Arábia Saudita. Assim como vamos a outros países, respeitamos suas leis e tradições, pessoas que vem para a Arábia Saudita podem falar o que pensam, mas precisam saber de nossas leis e culturas. É respeito mútuo”, completou.

Commentaires


bottom of page