top of page

Ex-secretário do governo Bolsonaro diz que Israel não impede saída de brasileiros da Faixa de Gaza


Fabio Wajngarten, ex-secretário do governo Jair Bolsonaro, conversou com o embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, neste domingo, 15, sobre a situação dos brasileiros que estão na Faixa de Gaza, e disse que não está havendo impedimento do lado israelense para a retirada imediata dessas pessoas que aguardam a abertura da fronteira para serem repatriados. “Não há impedimentos do lado israelense pela imediata saída dos mesmos”, escreveu Wajngarten em sua conta no X (antigo twitter). A informação vem após ser noticiado no sábado que Israel ainda não tinha dado sinal verdade para a passagem dos brasileiros pela fronteira de Rafah. Atualmente, conforme nota do Itamarary, concentra-se nas localidades de Khan Younis e Rafah, nas proximidades da fronteira com o Egito, grupo com 28 brasileiros que aguardam retirada da Faixa de Gaza.


O governo brasileiro, por meio do Escritório de Representação do Brasil em Ramala, permanece em contato com o grupo. Veículos contratados pelo Itamaraty mantêm-se de prontidão, aguardando a abertura da passagem de Rafah. Desde sexta-feira, 13, o avião está em Roma, na Itália, onde espera autorização para ir ao Egito. A intenção é que os brasileiros saiam da Faixa de Gaza até a fronteira do Egito em um ônibus contratado pela Embaixada do Brasil, utilizando a passagem de Rafah. No sábado, 14, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, conversou com os presidentes de Israel, do Egito e da Autoridade Palestina para acelerar o processo. Ele assegurou ao líder egípcio que os brasileiros que cruzarem a fronteira não pretendem seguir na região: vão entrar no avião e partir para o Brasil na aeronave que já os aguarda.


Para que a travessia aconteça é preciso que ocorra o aval das autoridades palestinas, egípcias e israelenses. Lula disse a Sisi que assim que os 28 cruzarem a passagem de Rafah, serão acompanhados pelo embaixador do Brasil no Egito, Paulino Franco de Carvalho Neto, até o Aeroporto de Arish, onde embarcarão imediatamente. A Operação Voltando em Paz que está sendo realizada pelo governo brasileiro desde semana passada, já repatriou 916 pessoas. O quinto voo pousou por volta das 2 horas deste domingo, 15, com mais 215 brasileiros. O conflito entre Israel e Hamas, que começou no dia 7 de outubro, já meio mais de 4.000 mil mortos. A reportagem da Jovem Pan entrou em contato com a assessoria do embaixador para confirmar a conversa entre Wajngarten e Zonshine, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

bottom of page