top of page

Exército de Israel anuncia morte de 15 soldados em meio à operação terrestre em Gaza


O Exército de Israel anunciou nesta quarta-feira, 1, que 15 dos seus soldados morreram desde a terça-feira, 31, na Faixa de Gaza, onde as forças israelenses intensificam suas operações terrestres em sua guerra contra o grupo palestino Hamas. “Quinze soldados morreram durante a operação militar em Gaza desde terça-feira”, afirmou um porta-voz do Exército. Segundo a imprensa local, ao menos sete soldados da unidade de Guivati foram mortos após o veículo em que estavam ser atingido por um míssil antitanque disparado pelo Hamas. Outros quatro soldados ficaram feridos na ação e dois militares morreram quando o tanque em que estavam passou por cima de um dispositivo explosivo. Para o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, os soldados “caíram em uma guerra injusta”. “Estamos em uma guerra difícil. Será uma guerra longa. Temos conquistas importantes nela, mas também perdas dolorosas. Toda a nação de Israel abraça vocês, as famílias, do fundo de nossos corações. Estamos todos com vocês neste momento de grande tristeza. Nossos soldados caíram em uma guerra injusta, a guerra pelo nosso lar. Prometo a vocês, cidadãos de Israel: concluiremos o trabalho, continuaremos até a vitória”, afirmou nesta quarta. O ministro da Defesa de Israel, Yoav Gallant, afirmou, por sua vez, que a morte dos combatentes é um “golpe duro e doloroso” e um “preço alto” pelas conquistas na Faixa de Gaza. “Lamentavelmente, as importantes conquistas dos poderosos combatentes nas profundezas da Faixa de Gaza cobram um preço alto. Estamos preparados e prontos para uma campanha longa e complexa que exige coragem, determinação e perseverança”, completou.


*Com informações da AFP

bottom of page