top of page

Eduardo B. pede medidas contra nomeação da esposa de Randolfe


O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) provocará os órgãos competentes para denunciar a nomeação da esposa do senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), Priscila Carnaúba, que passou a ser assessora comissionada no gabinete da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF).


Segundo ele, a nomeação preenche todos os requisitos da figura do nepotismo, como prevê a súmula vinculante nº 13 do STF.


Nesse documento citado pelo parlamentar, lemos que a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente de linha reta, colateral ou por afinidade para cargo comissionado viola a Constituição Federal.


– Provocarei os órgãos competentes para que sejam tomadas as medidas cabíveis sobre este ato totalmente imoral e pessoal – afirmou Eduardo no X, antigo Twitter.


A advogada Priscila Carnaúba foi nomeada em setembro, um mês após Randolfe participar de uma recepção promovida pela ministra em seu apartamento, em Belo Horizonte (MG).


O STF relatou que “os critérios de seleção foram objetivos”.


– Havia vaga de assessor no gabinete da ministra Cármen Lúcia, diversos currículos foram analisados e, após entrevista e por cumprir as exigências, ela foi selecionada por ter mais ligação com temas de Direito Público – informou o Supremo.

Comments


bottom of page