top of page

Corinthians tem contas bloqueadas em R$ 38,8 milhões por dívida com antiga patrocinadora




O Corinthians teve suas contas bancárias bloqueadas no valor de R$ 38,8 milhões pela 43ª Vara Cível de São Paulo devido à dívida com a Pixbet, antiga patrocinadora. A Justiça ordenou que a atual patrocinadora, Vai de Bet, repasse o valor até que o clube quite a dívida. O contrato com a Pixbet previa o pagamento de R$ 30 milhões em luvas, dividido em duas parcelas iguais. Em caso de rescisão, o Corinthians teria que devolver as luvas e pagar uma multa de R$ 30 milhões. O clube tenta parcelar a dívida, mas a proposta não agrada à Pixbet. Esse bloqueia às contas vem em um momento em que o time busca novas fontes de receita para conseguir manter os investimentos no futebol e, ao mesmo tempo, pagar suas dívidas, que chegam a aproximadamente R$ 850 milhões. Para analisar a situação financeira do clube, o presidente Augusto Melo contratou a empresa de auditoria Ernst & Young para analisar a situação financeira do clube.

Além da Vai de Bet, o Corinthians já fechou patrocínios com o BMG na manga da camisa, a Tele Sena na barra frontal e o Posto Alê na região do peito. O clube também está em negociação com um novo anunciante para os ombros. A equipe paulista conta ainda com a receita da Nike, que paga R$ 30 milhões por ano, e um aporte de 11 milhões da empresa EZZE Seguros. A diretoria também fechou um contrato de R$ 240 milhões com a empresa Brax para a exploração das placas de publicidade na Neo Química Arena. O clube está em busca de negociar o naming rights do CT Joaquim Grava, com a expectativa de obter um valor entre R$ 250 milhões e R$ 300 milhões por um acordo de 15 anos.

bottom of page