top of page

Casa de coordenadora do MBL amanhece pichada em SP: ‘Recua, fascista’


A casa da coordenadora do MBL (Movimento Brasil Livre), Amanda Vettorazzo, foi pichada na madrugada desta sexta-feira, 20. Nos muros da residência, situada em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, foram escritas mensagens como “recua, fascista” e “Palestina livre”. Ela relatou o episódio em suas redes sociais. De acordo com Amanda, somente sua mãe estava em casa no momento do ato de vandalismo. A coordenadora publicou um vídeo onde mostra uma pessoa de blusa e gorro pichando o muro da residência por volta da meia-noite. “Somente minha mãe estava em casa, e graças a Deus ela está bem. Porém, o fato de meu endereço estar exposto é a minha maior preocupação no momento”, escreveu Amanda. Ela relatou que as ameaças são constantes. “Ameaças dirigidas a mim estão cada vez mais frequentes, mas hoje um limite foi quebrado”. Por fim, ela agradeceu as mensagens de apoio e afirmou que está tomando as providências. “Quero agradecer as várias mensagens de apoio e dizer que eu não irei parar de fazer o que eu faço. Não irei deixar de falar o que eu falo. Já estou tomando todas as medidas cabíveis para achar os vagabundos que fizeram isso”, escreveu. O MBL tem se posicionado em defesa de Israel no atual conflito contra o Hamas, que chegou ao 14º dia. Com forte presença nas redes sociais, Amanda é um dos nomes mais conhecidos do movimento atualmente.

Comments


bottom of page