top of page

Cappelli sobre 8/1: ‘Não há hipótese de se repetir’




O ministro da Justiça e Segurança Pública em exercício, Ricardo Cappelli, afirmou em coletiva na manhã desta quinta-feira, 4, que não existe a possibilidade de acontecer em 2024, os atos realizados no dia 8 de janeiro de 2023. O Governo Federal realizará uma cerimônia para marcar um ano do dia em que as sedes dos 3 poderes foram depredadas por manifestantes, o evento está previsto para acontecer às 15h, da próxima segunda-feira (8), no Salão Negro, no Congresso Nacional e contará com a presença de 500 convidados, entre autoridades e representantes da sociedade civil.

“Não há hipótese de se repetir no dia 8 de janeiro de 2024 o que aconteceu no dia 8 de janeiro de 2023, aquilo foi inaceitável. O Brasil é um país livre e democrático, aqui todo mundo vota em quem quiser, todo mundo manifesta a sua preferência política e ideológica livremente e é ótimo que seja assim, agora, não se confunde manifestação democrática com tentativa de golpe de estado, não se confunde manifestação democrática com ataque aos poderes, não se confunde manifestação democrática com depredação do patrimônio público, histórico, material e imaterial do Brasil”, respondeu Capelli, quando questionado pela imprensa sobre possíveis manifestações. O ministro afirmou que a intervenção federal foi uma atuação forte que estabeleceu claro limite e que não existe diferença política que se sobreponha à Constituição, que a operação Lesa Pátria não tem data pra acabar e vem desvendando tudo o que aconteceu. “Viva a democracia revigorada que nós vamos celebrar no dia 8”, finalizou.

A governadora do DF em exercício, Celina Leão, informou que o efetivo será o mesmo destinado a grandes eventos, cerca de 2 mil homens só da Polícia Militar, além das outras forças que integrarão. “Mesmo sem alerta nós vamos ter uma quantidade de homens suficientes à pronta resposta, tanto aqui no governo do Distrito Federal, como a Força Nacional, que estará ali no Ministério da Justiça. Será um dia de tranquilidade e de monitoramento”, afirmou a governadora. As falas foram feitas no evento de assinatura do protocolo de segurança para o dia 8/1 pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e o governo do Distrito Federal, além da entrega de veículos e equipamentos no âmbito do Plano de Ação na Segurança (PAS) e do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), totalizando R$ 3,6 milhões em investimento.

No dia 12 de dezembro, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), convidou os governadores do país para o ato. “Estou convidando todos os governadores, porque dia 8 de janeiro vamos fazer um ato aqui em Brasília para lembrar o povo que tentou-se dar um golpe no dia 8 de janeiro e que ele foi debelado pela democracia desse país”, disse Lula.

Comments


bottom of page