top of page

Camisa de Vini Jr pode ter causado crise em seleção africana; entenda




Uma camisa entregue pelo atacante Vinicius Júnior a um jogador de Guiné, no amistoso que a Seleção Brasileira goleou os africanos por 4 a 1, em junho, pode ter causado uma crise na seleção guineense, que disputa no próximo mês a Copa Africana de Nações.

Na partida contra o Brasil, o meio-campista Morlaye Sylla trocou de camisa com o atacante do Real Madrid. No vestiário, porém, a peça teria sumido, e Sylla teria acusado os companheiros e a comissão técnica de roubo, exigindo que todos ajudassem na busca pelo uniforme perdido. A informação é do portal RMC Sport.


A acusação não foi muito bem aceita pelo técnico de Guiné, Kaba Diawara, que deixou o meia fora da lista de convocados para a Copa Africana de Nações.

Morlaye Sylla ainda atuou em outras três partidas da seleção após o amistoso contra o Brasil, mas não é chamado para representar o país desde setembro. A notícia de uma possível aposentadoria da equipe nacional circulou por algumas páginas no Facebook, mas o jogador negou.

“Não estou pronto para uma entrevista, mas nem tudo o que está no Facebook é verdade. Eu não poderia me aposentar da seleção sendo tão jovem. É só o que eu posso dizer”, afirmou Sylla ao portal Africa Guinee.

bottom of page