top of page

Câmara dos EUA diz que investigação sobre filho de Biden está subindo ao ‘nível de impeachment


O pedido de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pode estar preste de acontecer, de acordo com o Kevin McCarthy, líder da Câmara. Na segunda-feira, 24, o republicano declarou, em entrevista da ‘Fox News’, que as investigações sobre Hunter, filho de Biden, está chegando ao nível de impeachment. “Este presidente utilizou algo que não vimos desde Richard Nixon, a instrumentalização do governo em benefício de sua família, negando ao Congresso a capacidade de exercer supervisão”, disse. De acordo com McCarthy, membros da família do atual presidente norte-americano receberam pagamentos estrangeiros e o Departamento de Justiça, tratou Biden ‘diferente’ e uma investigação sobre seu filho. O motivo da abertura de processo de impeachment seria o envolvimento do presidente em negócios do filho como lobista representando companhias de outros países. “Quando Biden estava concorrendo ao cargo, ele disse ao público que nunca falou sobre negócios. Ele disse que sua família nunca recebeu um dólar da China, o que agora provamos que não é verdade”, alegou o líder da Câmara, que assumiu o poder em janeiro e prometeu uma ofensiva contra o democrata.


“Se você está sentado em nossa posição hoje, não saberíamos nada disso se os republicanos não tivessem obtido a maioria. Só seguimos para onde a informação nos levou. Mas isso está subindo para o nível de inquérito de impeachment, que fornece ao Congresso o poder mais forte para obter o restante do conhecimento e das informações necessárias”, acrescentou. Para que um processo de impeachment seja aberto, é necessário maioria simples de votos. Atualmente os republicanos possuem 222 das 235 cadeiras da Câmara dos Representantes. Caso seja aprovado, já é considerado que Biden sofreu impeachment, conforme aconteceu duas vezes com o ex-presidente Donald Trump. Contudo, para retirá-lo do cargo e condená-lo, é preciso obter, no Senado, dois terços dos votos. Diferente da Casa dos Representastes, dominada pelos republicanos, o mesmo não acontece no Senado, o que faz com que as chances de Biden ser retirado de da presidência é praticamente impossível.


O posicionamento de McCarthy foi criticado. Ian Sams, porta-voz da casa Branca, disse que essa ânsia de ir atrás do presidente Biden atrapalha na resolução de problemas reais. “Em vez de focar problemas reais que os americanos querem que resolvamos, como continuar a baixar a inflação ou a criar empregos, isso é o que os republicanos na Câmara priorizam”, Sams. Em 2018, o Departamento de Justiça abriu uma investigação contra Hunter por sonegação de importo e lavagem de dinheiro. Em junho deste ano, o filho de Biden se declarou culpado das acusações. Conversas entregas por dois funcionários da Receita Federal, mostra Hunter questionando, em tom de ameaça, o empresário chinês Henry Zhao sobre o andamento de um acordo. Os funcionários também afirmam haver provas de que o Departamento de Justiça deu tratamento preferencial ao caso, atrasou as investigações e não fez nada para afastar óbvios conflitos de interesses”. A Casa Branca nega irregularidades.

bottom of page