top of page

Bolsonaro elogia atuação de Michelle no PL Mulher e diz que base do partido é ‘Deus, pátria, família


O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) elogiou a atuação de sua esposa, Michelle Bolsonaro, no PL Mulher. O comentário do ex-presidente foi feito durante uma participação por vídeo no

encontro da divisão feminina do partido, realizado ontem, em João Pessoa, capital na Paraíba. Bolsonaro disse que Michelle colabora para que a mulher realmente apareça para a política sem que seja por meio de cotas. As declarações se referiram também ao discurso da ex-primeira-dama, que ontem revelou sentir vontade de assumir a Presidência da República “Ela tem percorrido o Brasil, colaborando para que a mulher realmente apareça para a política de verdade, não por intermédio de cotas. A mulher tem que se entregar na política pelo que é, pelo seu potencial, para o bem de todos nós”, disse Jair.


Nos últimos dias, Michele Bolsonaro tem intensificado a atuação política por meio do PL Mulher, grupo voltado para participação feminina na política pelo Partido Liberal. A ex-primeira-dama é considerada uma das sucessoras do marido na disputa à Presidência da República a partir de 2026. Ela acabou ganhando ainda mais adesão, principalmente nas redes sociais, depois que Jair Bolsonaro foi tornado inelegível pelo TSE em julgamento encerrado no mês passado. Bolsonaro ainda citou o respeito à propriedade privada, além da oposição à ideologia de gênero. “Nós temos uma base aqui do partido. Tem presidente, tem hoje uma bancada de 99 parlamentares. Uma base: Deus, pátria, família e liberdade. E agregado a isso, o respeito à propriedade privada, é o legítimo direito a defesa. Contra tudo aquilo que ele fazer querem fazer para deturpar o crescimento dos nossos filhos e netos. Somos radicalmente contra a ideologia de gênero. Cada um, depois de uma certa idade, que cumpra o seu destino, faça o que achar melhor. Mas enquanto essas crianças estiverem em sala de aula, num ambiente restrito à vontade de alguns poucos professores, nós não podemos permitir que isso aconteça.”


O presidente tem transferido essas bandeiras que foram marca da campanha dele em 2018 — e até mesmo do próprio governo — para Michele Bolsonaro. O PL ainda não confirma qual deve ser o nome do pré-candidato do partido à Presidência em 2026. Mas já existe uma possibilidade interna de que Michele Bolsonaro possa concorrer, ainda que essa não tenha sido confirmada oficialmente. No entanto, já é levada em consideração internamente pelo partido.

bottom of page