top of page

Avião suspeito é perseguido pela FAB, faz pouso forçado, e piloto incendeia aeronave


Um avião suspeito foi perseguido pela Força Aérea Brasileira (FAB) nesta terça-feira, 4, em Tuneiras do Oeste, interior do Paraná. O piloto fez um pouso forçado e, em seguida, incendiou a aeronave. Segundo informações da FAB, a aeronave de pequeno porte, modelo PA-28, entrou no espaço aéreo sem autorização e plano de voo. A corporação acionou três aviões de defesa aérea: o caça A-29, o Super Tucano e o avião radar E-99, que passaram a monitorar o suspeito. Na sequência, o piloto fez um pouso forçado em uma pista de terra e depois incendiou o avião. Ele fugiu do local por um canavial antes da chegada da polícia. O caso ocorreu no âmbito da Operação Ágata Conjunta Sul, deflagrada juntamente com a Polícia Federal (PF) e contou com o apoio da Polícia Militar do Paraná (PMPR). O suspeito não havia sido localizado até o início da tarde desta quarta-feira, 5. Os destroços da aeronave foram preservados para perícia. A operação é coordenada pelo Ministério da Defesa. O objetivo é realizar ações visando a preventivas e repressivas na fronteira terrestre e marítima e conta com a participação dos órgãos de segurança e de fiscalização estaduais e federais.

bottom of page