top of page

Após revisão, PIB do Brasil tem queda menor do que a média mundial em 2020

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro caiu 3,3% em 2020, segundo a revisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta sexta-feira, 4. A queda foi menor que o divulgado anteriormente, quando o índice era de 3,9%. Com isso, o Brasil aparece na 21ª posição do ranking mundial, com um desempenho superior à média mundial, estimada em -4,1%, no primeiro ano da pandemia da Covid-19. O país ainda ocupa a 87ª posição no ranking, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI), acima da média mundial estimada em -3,5%. O PIB foi de R$ 7,6 trilhões e o PIB per capita de R$ 35.935,74. “Foi uma queda muito localizada nos serviços, principalmente nos serviços presenciais, paralisados durante a pandemia, como hotéis, restaurantes, cinema e entretenimento, viagens e os serviços domésticos”, destaca o gerente de bens e serviços de Contas Nacionais do IBGE, Cristiano Martins.


Segundo o IBGE, a revisão ocorreu por conta da incorporação de novos dados sobre o setor de Serviços, passando de -4,3% para -3,7. A queda no setor da Indústria foi revisada e caiu de -3,4% para -3,0. Entre os dados revisados, o maior impacto ocorreu em Outras atividades de serviços, revisado de -12,3 para -3,9. O crescimento da Agropecuária também foi revisado e passou de 3,8% para 4,2%. Houve ainda um recuo de 3,2% do valor adicionado bruto. Em termos de impacto, -2,7 pontos percentuais do PIB de 2020 se devem à queda dos Serviços, segundo o IBGE. A Indústria contribuiu e a Agropecuária com 0,2. “A queda de outros serviços explica a maior parte da queda da economia. Dentro dessa atividade, destacam-se as quedas em serviços de alimentação (-27,0%), serviços de alojamento (-27,0%), atividades artísticas (-25,5%) e serviços domésticos (-23,3%)”, explicou o gerente.

Commentaires


bottom of page