top of page

Após 40 anos de proibição, mulheres poderão assistir a jogos de futebol masculino em estádios no Irã


O presidente da Federação Iraniana de Futebol, Mehdi Taj, anunciou neste domingo, 9, que as mulheres do país poderão assistir aos jogos de futebol masculino em estádios, após uma proibição de 40 anos. “Uma das principais características desta temporada é que as mulheres poderão entrar nos estádios”, declarou durante uma cerimônia de sorteio de jogos transmitida ao vivo. O campeonato masculino, do qual 16 equipes participam, deve começar em agosto. A república islâmica proíbe o acesso de mulheres aos jogos de futebol masculino há mais de 40 anos, com algumas exceções. Os religiosos, que têm um papel-chave nas decisões tomadas no Irã, consideram que as mulheres devem evitar estar em um ambiente masculino e ver homens usando roupas esportivas, como shorts. Taj especificou que alguns estádios nas cidades de Isfahan, Kerman e Ahvaz estão “prontos” para receber mulheres durante os jogos. Nenhum estádio em Teerã, capital do país, foi mencionado. Em agosto de 2022, as mulheres foram autorizadas, excepcionalmente, a assistir a um jogo do campeonato de futebol em Teerã. E em outubro de 2019, cerca de 4.000 mulheres iranianas puderam assistir ao jogo de classificação do Irã para a Copa do Mundo de 2022, contra o Camboja, no Estádio Azadi, em Teerã, pela primeira vez desde a revolução de 1979. O Irã enfrenta uma pressão crescente para permitir a entrada de mulheres nos jogos, após a morte, em 2019, da torcedora Sahar Khodayari, que se imolou por medo de ser presa depois de tentar assistir a um jogo disfarçada de homem.


*Com informações da repórter Malu Baccarin.

bottom of page